Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

A Saint-Gobain tem apostado fortemente na inovação como pilar fundamental da sua liderança no mercado português

1. Desde quando está presente a Saint-Gobain em Portugal? 

 A Saint-Gobain Portugal está presente no país desde 1962, ano em que a Cristaleria Espanhola chega a Portugal, mediante uma participação na Companhia Vidreira Nacional S.A (Covina), localizada nas proximidades de Lisboa e dedicada ao fabrico de vidro plano. A sólida expansão desenvolvida desde essa altura pela Saint-Gobain, deu-nos reconhecimento empresarial e um intenso conhecimento, tanto do mercado da construção, como do setor automóvel e da indústria, mercados nos quais nos centramos graças ao nosso know-how industrial e espírito de inovação permanente. 
Líder nos seus mercados de atividade a Saint-Gobain comercializa os seus produtos e soluções debaixo de marcas de grande notoriedade sinónimos de qualidade e inovação, como, por exemplo, a Climalit Plus®, a ISOVER, a Glassdrive®, a Norton®, a Pam, a Placo®, a Weber, entre outras, sendo algumas delas conhecidas inclusivamente pelo próprio consumidor. 

 

2. Quais são os princípios pelos quais se pauta a atividade da Saint-Gobain? 

Os nossos valores fundamentais, enraizados ao longo de 350 anos de história, unem todos os empregados do Grupo Saint-Gobain. Os Princípios de Comportamento guiam o dia-a-dia no trabalho e os Princípios de Ação refletem-se e regem as ações de todas as pessoas que trabalham na Saint-Gobain, fruto do desempenho da sua responsabilidade profissional, e de todas as pessoas que trabalham na empresa. 

Desta forma, pautamos a nossa atividade pelo compromisso profissional, integridade, lealdade, solidariedade e meio ambiente. O nosso foco na proximidade e bem-estar dos nossos colaboradores levam-nos ainda a adotar como política interna que se pauta pelo respeito pelas pessoas, pelos direitos dos trabalhadores, pela sua saúde e pela segurança no trabalho. 

 

3. Que balanço faz a Saint-Gobain Portugal do ano de 2021? 

Este ano continuamos a crescer em Portugal, tanto nos nossos mercados mais tradicionais, como em novos segmentos de mercado onde desenvolvemos novos modelos de negócio. 

Este objetivo de crescimento foi alcançado pela Digitalização da experiência do cliente, a Excelência Operacional e a Sustentabilidade, de forma que todas as nossas ações contribuam para o nosso propósito último “Making the World a Better Home”. 

O principal desafio esteve claramente centrado na evolução da pandemia dado o imenso custo humano e económico que teve. 

 

4. Qual é o vosso segredo para manterem a inovação sempre no presente no grupo Saint-Gobain Portugal? 

A Saint-Gobain Portugal tem apostado fortemente na inovação como pilar fundamental da sua liderança no mercado português. Criar condições para promover o foco, a criatividade e a motivação são pressupostos nossos – essa é a fórmula para mantermos as nossas equipas de I&D sempre um passo à frente. 

Aliás, a Saint-Gobain foi nomeada pelo 9º ano consecutivo Derwent Top 100 Global Innovator™ 2020 pela Clarivate Analytics, que determinou o ranking global das empresas e instituições mais inovadoras. É um reconhecimento da quantidade, da qualidade e do impacto das nossas patentes, o que aclama a prioridade da Saint-Gobain em inovação e I&D há vários anos. 

Já em Portugal, possuímos um Centro de Inovação e Desenvolvimento, em Aveiro, sendo este o centro de competências da Saint-Gobain no desenvolvimento de argamassas, à escala internacional. É reconhecido pelo Ministério Francês de Investigação e Desenvolvimento como centro R&D e desenvolve projetos de origem, criando produtos e sistemas altamente inovadores, dando suporte ao desenvolvimento noutros países e agregando know-how a nível internacional. Tem uma vasta rede de parceiros para acelerar o desenvolvimento de projetos nos eixos estratégicos de investigação. 

 

5. Que iniciativas levaram a cabo ao nível da responsabilidade social? 

Um claro exemplo das nossas iniciativas de responsabilidade social, é a Fundação Saint-Gobain, que há mais de dez anos colabora através de apoios financeiros e/ou assistência técnica em projetos que, por proposta dos seus colaboradores e promovidos por entidades sem fins lucrativos, perseguem dois objetivos: a construção, reabilitação ou integração de sistemas e equipamentos que permitam a redução do consumo de energia ou a preservação do ambiente, em edifícios destinados a grupos em risco de exclusão social ou a inserção profissional no setor de habitat dos jovens pertencentes a este grupo. 

Internamente, a Saint-Gobain lançou várias iniciativas como o OPEN 4.0, um programa que visa promover a mobilidade, a diversidade, o compromisso e o desenvolvimento do talento dos seus colaboradores. 

Além disso, a Saint-Gobain através das suas sociedades em Portugal esforça-se para ser um vizinho responsável, demonstrando grande envolvimento sociocultural e vocação solidária nas regiões onde está inserida, contribuindo com donativos, apoios e colaboração a instituições locais e nacionais. 

Recentemente a Saint-Gobain em Portugal assinou ainda a Carta Portuguesa Para a Diversidade em parceria com a APPDI – Associação Portuguesa para a Diversidade e Inclusão, que nos permitirá olhar de forma mais atenta para estes temas, partilhar experiências com outras entidades em Portugal e tornar o mercado de trabalho cada vez mais diversificado e inclusivo. 

 

6. A Saint-Gobain ambiciona ser líder mundial em construção sustentável. Como pretendem atingir este marco? 

Já somos, sem dúvida, um interveniente importante na construção sustentável. A nossa gama de soluções para a renovação de edifícios, para construções leves e mais eficientes em termos de recursos, e para processos industriais de descarbonização oferece à Saint-Gobain uma posição única e diferenciadora comparando com a concorrência que muitas vezes produzem um só produto. Mas podemos ir mais longe. 

Ser líder não significa apenas ser o melhor do mercado. Significa também ser um pioneiro no nosso setor, transformando o mercado e mobilizando toda a cadeira de valor. 

Ser líder também significa inspirar as nossas equipas, atrair talento, e ter impacto na sociedade e em toda a sua diversidade. 

O nosso plano estratégico, Grow & Impact, que estamos agora a levar a cabo, será a chave para alcançar as nossas ambições. 

 

7. O que pressupõe o vosso Plano Estratégico Grow & Impact? 

O Plano Grow & Impact é o nosso roadmap comum. É composto por 6 áreas prioritárias, nas quais devemos agir coletivamente para levar a Saint-Gobain a todos os sítios do mundo, com o mesmo nível de excelência, e assim reforçar a nossa performance e o nosso impacto global. 

– Posicionarmo-nos em mercados de alto crescimento. 
– Conceção de soluções assentes em performance e sustentabilidade. 
– Promover o crescimento através da inovação centrada no cliente e no poder dos dados. 
– Incorporar o ESG nas ações e decisões da Saint-Gobain. 
– Reforço da cultura TEC. 

Construir as melhores equipas num local de trabalho diversificado e inclusivo. 
Acreditamos que a chave para o sucesso deste plano dever-se-á à urgência de contribuir com soluções eficazes para temas urgentes como as alterações climáticas, a proteção dos recursos, a explosão demográfica associada à rápida urbanização, que, por conseguinte, oferecem ao nosso Grupo oportunidades de crescimento para as próximas três décadas. 

Por outro lado, o nosso sucesso depende da capacidade das nossas equipas para aproveitar estas oportunidades. E para isso, ter equipas certas no lugar certo, no momento certo, com as competências certas, será essencial. Isto significa fazer crescer as nossas equipas, treinando-os, encorajando a mobilidade e recrutando novos talentos e competências em falta: engenheiros, cientistas de dados, especialistas em cadeias de fornecimento, forças de venda. 

Os riscos são elevados, em todo o mundo. Este deve ser um ponto muito forte de vigilância para todos nós, num ambiente industrial e comercial muito competitivo. Ao mesmo tempo que asseguramos o cumprimento dos nossos compromissos de diversidade e inclusão, de modo a garantir a nossa performance. 

 

José Martos, CEO da Saint-Gobain Portugal, in Revista Anteprojetos 

Também te poderá interessar