3 min

Melhoria da eficiência energética e descarbonização dos edifícios são prioridade para a Saint-Gobain

Publicado em 23.05.2024
Melhoria da eficiência energética e descarbonização dos edifícios são prioridade para a Saint-Gobain
A empresa defende que alcançar os objetivos de neutralidade carbónica passa, necessariamente, pela reabilitação de edifícios, uma área que "tem enorme importância". 

A melhoria das condições das habitações e a descarbonização do parque edificado português estão na lista de prioridades da Saint-Gobain, nomeadamente através da atividade da reabilitação urbana. 

José Martos, CEO da Saint-Gobain Portugal, refere em entrevista que a empresa está ciente de que "Portugal tem a quarta maior taxa da União Europeia (17,5%) de pessoas que não conseguem aquecer devidamente as suas casas no Inverno ou arrefecê-las no Verão". Por isso, "estamos empenhados em contribuir para a eficiência energética dos edifícios e ajudar o país a atingir a suas metas de neutralidade carbónica, ao mesmo tempo que ajudamos a proporcionar uma habitação digna a todos os portugueses". 

A empresa acredita que o mercado da reabilitação urbana "tem enorme importância e expressão. Basta analisarmos os dados do Instituto Nacional de Estatística: nos últimos dez anos, o parque habitacional do país cresceu apenas cerca de 1,7% e o número de alojamentos e edifícios 0,87%. Ou seja, muitas das obras públicas e de habitação têm sido realizadas, sobretudo, recorrendo à reabilitação".

Para José Martos, um dos principais desafios do setor imobiliário passa, precisamente, pela aposta na eficiência energética dos edifícios e pela redução das emissões, fatores "muito relacionados com a reabilitação de edifícios, que podem ser alcançados através da implementação de várias soluções, não só em fachada ou interior, mas também relacionado com o vidro utilizado nos edifícios, que deve considerar fatores de isolamento térmico e/ou controlo solar".

Uma proposta de valor "alternativa à construção pesada"

José Martos explica que "a proposta de valor da Saint-Gobain consiste em oferecer alternativas à construção pesada, através de soluções e serviços mais sustentáveis (emissões de carbono reduzidas, menor consumo de recursos, desmantelamento fácil, melhor conforto) e com maior desempenho (tempo de construção mais curto, poupanças financeiras)".

Esta visão "dá todo um significado ao compromisso do grupo de alcançar a neutralidade carbónica em 2050. A Saint-Gobain contribui para o esforço global da luta contra as alterações climáticas, da proteção dos recursos naturais e da disponibilização de habitações confortáveis e dignas para todos". José Martos destaca o investimento na área de I&D da Saint-Gobain na incorporação de matérias-primas recicladas na formulação dos produtos, como o cimento-cola webercol flex lev, composto por mais de 30% de matérias-primas recicladas, ou o vidro Oraé® composto por 70% de casco reciclado

Tecnologia específica para reabilitação urbana

Segundo o responsável, as soluções ETICS, de sistemas de isolamento térmico pelo exterior, são "um claro exemplo que responde a este setor", já que permitem o aumento da eficiência dos edifícios e poupanças significativas ao nível da climatização

Por exemplo, os sistemas ETICS webertherm podem ser especialmente úteis em edifícios com isolamento térmico insuficiente, infiltrações ou aspeto degradado, diminuindo o risco de condensações, através do tratamento e solução das pontes térmicas. 

José Martos destaca também a gama webercal da Weber, produtos à base de cal que "respondem às necessidades dos edifícios numa reabilitação. É importante que os materiais a utilizar sejam compatíveis com os existentes". 

 

José Martos, CEO da Saint-Gobain Portugal in Vida Imobiliária edição Reabilitação Urbana.