Os nossos princípios

Valores fundamentais enraizados ao longo de 350 nos de história, unem todos os empregados do Grupo Saint Gobain. A sua aceitação e colocação em prática converteu-se numa condição essencial para pertencer ao Grupo. Os Princípios de Comportamento guiam o dia a dia no trabalho e os Princípios de Acção refletem-se e regem as acções de todas as pessoas que trabalham na Saint-Gobain, fruto do desempenho da sua responsabilidade profissional, e de todas as pessoas que trabalham na Saint-Gobain.

PRINCÍPIOS DE COMPORTAMENT

COMPROMISSO PROFISSIONAL

compromisso profissional

O compromisso profissional caracteriza-se pela colocação em prática permanente, ao melhor nível possível, das competências e capacidades adquiridas, e torna necessária a actualização destas. Requer um compromisso pessoal e disposição no cumprimento das tarefas confiadas e na aquisição dos conhecimentos exigidos. Implica principalmente a contribuição efectiva de cada um para o respeito pelo meio ambiente, pela higiene e pela segurança no trabalho.

RESPEITO PELAS PESSOAS

moleculas

É condição absoluta do desenvolvimento individual e profissional de cada um. Aplica-se mundialmente no Grupo e implica o respeito ao pluralismo, às diferenças culturais e à abertura a todas as origens. Manifesta-se pelo acto de escutar, de informar, de explicar e de dialogar.

INTEGRIDADE

difuminado azul

A integridade impõe a cada um o respeito rigoroso à honestidade na sua actividade profissional. Não admite nenhum compromisso entre os interesses pessoais, tanto dentro do Grupo, como com os seus parceiros externos, quaisquer que sejam as práticas locais. As regras detalhadas de comportamento são estabelecidas para certas categorias de pessoal, sempre que a natureza das suas responsabilidades, as torne necessárias.

LEALDADE

pantalla azul

A Lealdade é uma exigência de rectidão de comportamento nas relações com os superiores, com os colegas, colaboradores e parceiros externos. A lealdade proíbe principalmente a procura de fins pessoais que estejam em contradição com os objectivos seguidos pela empresa e pelo Grupo.

SOLIDARIEDADE

Solidariedade

A solidariedade reside no espírito de responsabilidade de cada um no seu meio profissional, para destacar as atitudes individuais e favorecer a valorização do trabalho em equipa e das contribuições mútuas. A solidariedade rejeita os modos de funcionamento ou de gestão que privilegiem a satisfação pessoal em detrimento do interesse da empresa e do Grupo.

PRINCÍPIOS DE AÇÂO

RESPEITO PELA LEGALIDADE

Respeito pela legalidade

As empresas do Grupo aplicam, em todas as áreas, as leis e regulamentos em vigor no ou nos países onde exercem a sua actividade. Em particular: Proíbem as acções susceptíveis de infringir as regras do direito da concorrência. Recusam a participação em qualquer forma de financiamento de partidos ou actividade políticas, mesmo que a legislação local o permita. Rejeitam toda a forma de corrupção activa ou passiva, tanto nas transacções nacionais como nas internacionais, nas áreas dos princípios de acção enunciados a seguir, proíbem também que se tire deliberadamente partido de eventuais lacunas ou insuficiências das leis e regulamentos, para se desviar das práticas do Grupo.

RESPEITO PELO AMBIENTE

Respeito pelo ambiente

As empresas do Grupo têm adoptado uma conduta activa de protecção pelo Meio Ambiente.  As empresas praticam um modelo de gestão das suas instalações, independentemente do local onde estejam  implantadas, que permite fixar objectivos mensuráveis das suas performances ambientais, bem como avaliá-las e controlá-las regularmente. As empresas procuram levar os principais indicadores relativos às performances ambientais das suas instalações aos mesmos níveis atingidos por instalações comparáveis do Grupo tidas como eficazes, indo em alguns casos até mesmo além das exigências da legislação local aplicável.

RESPEITO PELOS DIREITOS DOS TRABALHADORES

Respeito Pelos Direitos Dos Trabahadores

As empresas do Grupo observam escrupulosamente o respeito dos directores pelos colaboradores. Asseguram um diálogo Social Activo. De forma não limitativa, e mesmo que a legislação local aplicável o autorize: As empresas proíbem o uso do trabalho forçado, do trabalho obrigatório ou do trabalho infantil, de forma directa ou indirecta ou por intermédio de terceiros nas suas actuações dentro das instalações do Grupo. Proíbem a prática de toda e qualquer discriminação em relação aos empregados, no recrutamento, na contratação, durante a execução ou no término do seu contrato de trabalho.

RESPEITO PELA SAÚDE E PELA SEGURANÇA NO TRABALHO

Respeito pela seude e pela segurança no trabalho

As empresas do Grupo empenham-se em tomar as medidas necessárias para garantir a melhor protecção possível da saúde e da segurança no trabalho. As empresas traçam uma política de prevenção de riscos e promovem a sua aplicação e controlo. Aplicam essa política tanto com os seus colaboradores como com os empregados de terceiros, actuando dentro das instalações do Grupo. Procuram levar os principais indicadores, relativos às performances das suas instalações quanto à saúde e segurança no trabalho, ao mesmo nível atingidos por instalações comparáveis do Grupo tidas como eficazes, indo em alguns casos até mesmo além das exigências da legislação local aplicável.